Welcome to our website !

Não estou muito animado a escrever ultimamente.
Acho que foi depois de assistir a propaganda governista.
Onde as mudanças na previdência são defendidas
Pintadas pelas mentiras de bons artistas.
Fiquei pensando na afirmativa da propaganda,
E pensei que estava escutando pouco.
Então vou perder direito duramente conquistado?
E onde é que ganho muito e trabalho pouco?
Antes de começar a escrever essas poucas linhas,
"Brincava" com a burocracia de fim de ano.
Espero que a propaganda seja menos mentirosa,
E acredito que essa infeliz frase tenha sido um engano.
Não é possível tanta covardia
De quem deveria estar defendendo o povo.
O pior é que muitos continuam cegos e acomodados
E permitem que voltem reeleitos em mandato novo.
Por favor não brinquem com minha paciência,
E não pensem que a ofensa será esquecida.
Quando passarem pedindo o voto de quem hoje é prejudicado,
Terá a resposta de forma completamente merecida.
O voto não pode ser dado de forma impensada
Para o tapinha nas costas e sorriso mentiroso.
E preciso retirar poder de quem vende seu voto e trai o povo,
Negociando em proveito próprio em ato vil e vergonhoso.
O poder politico é para servir.
Não para usar de forma indevida.
Espalham a pobreza com leis beneficiando quem tem muito,
Negando ao povo o direito maior...A própria vida.
Quem acredita nas palavras de quem governa esse país,
Que a solução dos problemas é retirar direitos do povo.
Apenas aprova com seu analfabetismo politico,
Que a escravidão voltou a ser "legal" de novo.
Tenham coragem propagandistas das mentiras governistas.
Falem claramente quem ganha muito e trabalha pouco.
Para que deixe de ser uma suspeita e vire uma certeza
Que esse governo ultrapassou a barreira de ser louco.
Não acredito que sejamos nós trabalhadores do Brasil,
Regando com suor nossos sonhos de uma vida melhor.
Não gostaria que fossem quem foi "eleito" para servir
e conseguem fazer nosso dia a dia cada vez pior.
Trabalho muito e durmo satisfeito,
Sou feliz exercendo com dignidade minha profissão.
Aprendi dentro de casa que o pão deve ser ganho com honestidade,
E quem rouba do povo trabalhador é o pior ladrão.


As eleições do próximo ano colocarão em cheque mate a paciência 
de um povo cansado de escutar promessas sem sentido.
Quero acreditar que, quem votou descaradamente contra o povo,
tenha o endereço da minha casa,eternamente perdido.
Ao mesmo tempo fico curioso para descobrir,
A  mentira bem ensaiada em um rosto perseguido por cupim.
Como desfazer tantas provas de descaso com os eleitores,
Onde o lamaçal da corrupção parece nunca ter fim?
Não podemos é acreditar que a democracia é a culpada de tudo.
A História comprova com fatos a dor pelos extremos semeada.
Não se combate a pobreza eliminando os pobres,
Nem a violência com uma guerra declarada.
O crescimento de um país as custas da fome de muitos,
Sustentando bandidos de colarinho branco e...mais nada.
Infelizmente,preocupados com suas contas sempre recheadas,
Pela ganância desmedida e ilimitada.
Somente eternizam no poder que vão absolutizando,
Por culpa do analfabeto politico famoso ou quase desconhecido.
não acredita em ditadura porque não foi torturado,
E deve esperar por este momento para ser convencido.
Precisamos entender que a violência somente gera violência,
Mesmo sentindo que está difícil aturar tanto descaso diariamente.
Acredito que o Brasil vai ter dias melhores,com certeza.
E não vai ser simplesmente elegendo um "verdadeiro" presidente. 
Precisamos praticar mais as bem aventuranças,
Entender que somos irmãos em uma constante jornada.
Construímos uma sociedade mais fraterna,
Ou  continuamos nessa casa desarrumada.
Desarrumada ao gosto de quem governa,
Para eles ouro e para o povo...nada.




Dia de pensar muito seriamente no futuro do país,
Onde o povo encontra-se  verdadeiramente perdido.
Procurado quando precisam urgentemente do seu voto,
Quando conseguem o poder novamente é esquecido.
Nossa Pátria vai além de anúncio e propaganda de televisão,
Onde o dinheiro do povo vergonhosamente é desviado.
São minorias que infelizmente  nos envergonham,
roubando do povo o direito duramente conquistado.
A pátria nos sonhos do operário
Acordando com a madrugada e enfrentando o sono ainda presente.
 Transportes lotados ,medo de não chegar ao destino,
Enfrentando a violência para muitos indiferente.
A volta para casa depois da longa jornada,
Pouco descanso para recomeçar tudo de novo.
Nossa pátria é  honrada nessa constante luta,
Pela sobrevivência digna e ,regada pelo suor honesto de seu povo.
Nos trabalhadores rurais que produzem vida,
No calor de um dia de Sol ou no frio cortante.
Esquecidos nos projetos de nossos  burgueses no poder,
Que não valorizam o que para todos é o mais importante.
Profissionais de todas as áreas,castigados pelo poder escravizante
Desvalorizados e perdendo direitos duramente conquistados.
Responsáveis pelo  progresso de um país independente,
Pagando os erros dos verdadeiros culpados.
Profissionais da saúde e da educação.
Segurança,arte, ciência,esporte...
Sabemos que a rotina diária não é feita de mar de rosas
Mas,precisamos acreditar no futuro, ter esperança,ser forte.
Políticos eleitos pelo voto" direto" do povo
Não citados no quesito profissão.
Cargo político não é carreira profissional,
Devem ser os primeiros servidores da Nação.
Nesse dia onde comemoramos o aniversário de um país independente
Não queremos mais ter que escolher entre a frase historicamente conhecida.
O independência ou morte do passado,
Por independência e vida.
Sou brasileiro e moro no melhor país do mundo,
A corrupção e roubalheira  a cada novo dia anunciado.
Não faz parte da maioria de um povo que vive do suor de seu trabalho,
E que aprendeu desde pequeno a importância de ter um nome honrado.
O passado não pode ser esquecido,
Para que possamos acreditar em um futuro diferente.
Não podemos jogar tudo no lixo,
Quando temos bons exemplos de tanta gente.
Acreditar não é utopia,
Quando arregaçamos as mangas e nos colocamos em ação.
Os erros de alguns não podem excluir o sonho de muitos,
Que trabalham para fazer do Brasil uma importante e justa Nação.

"SE O PASSADO NÃO FOSSE IMPORTANTE,AMNÉSIA NÃO SERIA DOENÇA."






Você reclama do arroz com feijão.
A carne não é a que queria.
Mas tem alimento na dispensa
A mesa tem fartura todo dia.
Dorme em cama macia,
Acorda descansado e sem receio.
Para outros a cama é jornal
E o som embalando a noite é um tiroteio.
Para muitos a fome é companheira
E frio é dolorido.
Enquanto você brinca com o presente
Para "eles" o futuro está perdido.
Posso dizer com certeza absoluta,
que ser avô não se explica com palavras.
Lembro com uma saudade infinita,
onde nos braços do meu avô parecia estar voando...sem asas.
Enquanto ele rodopiava pela sala,
numa alegria sem nenhuma explicação.
Eu sentia toda força da verdadeira felicidade,
alimentando a vida e fazendo bater mais forte o coração.
O cafezinho sempre novo,
com sabor de alegria ao quadrado.
Fogão à lenha,comida com sabor de quero mais,
Resistir! Um verdadeiro pecado.
Cumplicidade para mais um pedaço de bolo,
açúcar no abacate,dormir mais tarde,tempo para brincar.
E a saudade apertando o peito neste instante,
Quando percebemos onde começamos a aprender a sonhar.
Estórias encantadas de príncipes e princesas,
fantasmas,sapos falantes,peixe morrendo afogado.
E essas lágrimas caindo dos meus olhos agora
É a saudade sem tamanho de tudo o que tive no passado.
Mas...
Se você ainda ainda tem a oportunidade de abraçar seus avós,
Ouvir as maravilhas que eles tem para dizer.
Abrace esse momento com alegria no olhar
Se não o fizer,vai se arrepender!
Não perca mais tempo,
porque o tempo AINDA está a seu favor.
Não perca a oportunidade de ser feliz
E desfrutar de um incomparável e sublime amor.

 Depois é muita,muita mesmo,enorme saudade.






Passarinho bateu asas para cruzar o infinito,
Cortou o céu azul sem direção.
Assim passarinho,gostaria de voar,
Quem sabe até o alto de uma montanha,
Onde meu grito a tanto tempo sufocado,
No meu coração,liberto,se soltasse pelo ar.
Vai passarinho,canarinho,bem-te-vi,tanto faz
Passarinho não se separa,
Passarinho é passarinho, nada mais.

Você voa passarinho
Com as asas dadas por Deus.
É voar,cantar somente
Não existe diferença entre o hoje e o amanhã.
Eu também vivo voando,viajar,
Com as asas da ilusão.
Quando parti já nem me lembro mais,
Nem sei quando vou chegar.

Eu queria voar mais rápido,
Atravessar de vez a barreira do tempo.
Ir mais veloz que o pensamento,
Por maior esforço ainda sou lento.
Ah!  Passarinho, não nasci para a solidão,
Por isso pelo mundo estou sempre correndo assim.
Atrás dessa invisível felicidade,
Com a velocidade da luz,
Cada vez mais longe de mim.


Vida!
A gente acredita no amor
Faz planos onde não entra a dor,
Mas tudo se transforma em ilusão.
Eu sei o que se passa com você
Sinto, é difícil entender
Até mesmo o nosso próprio coração.


Quem é que neste mundo nunca sofreu por amor?
Em seu peito não tem as marcas da dor,
por  amar tanto  e mesmo assim viver tão só?


Amigo!
Quem tem medo de sofrer não deve amar,
Aprendi sem ninguém me ensinar,
Que amor e dor estão sempre juntinhos.
Você deixou o orgulho te dominar,
Viver meu amigo não é sonhar,
Deixe o orgulho ou vai terminar sozinho.